Lei de Incentivo à Cultura Secretaria da Cultura

Projetos

Consulta de Projetos Culturais


1º - As Artimanhas de Arlequim - 2017

Processo: 16/1100-0000342-6 | Data de entrada: 22/03/2016 | Situação atual: Informação ao Proponente
Produtor cultural: Giuli Lacorte - ME

Área/Segmento cultural: ARTES CÊNICAS: teatro

Local de realização: PORTO ALEGRE

Página na Internet: www.grupohybris.art.br


Identificação:

Apresente proposta cultural tem por objetivo a montagem e apresentação do espetáculo As Artimanhas de Arlequim, estilo Commedia Dell'Arte, no Teatro da AMRIGS e posteriormente em teatros municipais, em duas temporadas de 7 e 6 apresentações respectivamente e promover mostras e apresentações para alunos da rede pública de ensino com o Grupo Hybris em Porto Alegre. O período de captação de recursos será durante o ano de 2016 e sua execução no ano seguinte. O Grupo Hybris nasceu em março de 2010 no Departamento de Arte Dramática da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, dirigido pelo então aluno, Giuli Lacorte. Com o objetivo de investigar estilos cênicos, tanto de dança como teatrais, pesquisar linguagens que explorem a comunicação de ideias de uma forma direta, clara, objetiva sem perder a poesia, subjetividade e a sensibilidade, e com intuito de romper limites e conceitos e onde a subversão das regras de estética servem como ferramentas e ponto de partida para a criação, o grupo escolheu se basear no texto Na Solidão dos Campos de Algodão, de Bernard-Marie Koltès para sua primeira obra, Na Solidão e assim iniciar sua trajetória. A peça cumpriu ao todo 35 apresentações no circuito universitário e profissional, e em 2010 foi indicado em 6 categorias no Prêmio Açorianos, entre elas de melhor espetáculo, coreografia e melhor bailarino, levando o prêmio de iluminação. Foi convidado para participar do Festival de Teatro e Dança em Minas Gerais produzido pela Universidade Federal de Uberlândia. O Grupo Hybris, ainda jovem e independente, desde então vem abrindo espaço para se fixar no cenário artístico, desenvolver seus projetos e dar continuidade a sua pesquisa. Para isso, forma parcerias com instituições - como a Universidade, escolas, empresas e artistas consolidados – ou não, mas que acreditem no viver da arte e a vejam não somente como forma de entretenimento mas também como ferramenta/estímulo de reflexão. Em 2013 e 2014 o grupo foi convidado para integrar o Circuito SESC e o espetáculo foi apresentado em 6 cidades do interior do estado do Rio Grande do Sul. Durante sua formação acadêmica, Giuli Lacorte e Filippi Mazutti tiveram contato com a Commedia Dell’Arte, gênero teatral eternizado pelo dramaturgo italiano Carlo Goldoni. Pesquisando a biografia do autor, analisando o contexto histórico e social da época da sua produção, confeccionando máscaras, estudando os personagens-tipo com suas vozes e gestos, e buscando aperfeiçoamento na preparação física do ator, Giuli, Filippi e seus colegas puderam realizar uma imersão no gênero da Commedia Dell’Arte. Participaram de oficinas com diferentes ministrantes, entre eles, as renomadas Adriane Mottola , do Grupo Stravaganza e a diretora Inês Marocco do Departamento de Arte Dramática da UFRGS. Deram então ao grupo o nome de Cia Il Trucco que, com base no texto Arlequim, servidor de dois amos, de Goldoni, desenvolveram uma série de cenas que foram depois exibidas ao público no projeto Teatro, Pesquisa e Extensão da UFRGS, com recorde de público, e foram contemplados no projeto Novas Caras, da Prefeitura de Porto Alegre para apresentar as esquetes - que levaram o nome de As artimanhas de Arlecchino, no teatro de Câmara Túlio Piva, em temporada de grande sucesso, na capital gaúcha em 2010. Realizaram também oito apresentações na sala Qorpo Santo no centro universitário, ministraram oficina para crianças em área de extrema pobreza na vila do Chocolatão. A partir daí, Giuli Lacorte viaja à França para estudar jogo teatral e máscaras com Philippe Gaulier. De volta ao Brasil, e decidido a encenar a obra de Goldoni de forma profissional e agora sob a estrutura do Grupo Hybris, firma parceria com o ator e diretor Filippi Mazutti, que desenvolveu trabalhos artísticos com o Grupo Jogo de Experimentação Cênica e outros grupos de teatros e decidem estabelecer uma direção conjunta para a nova montagem juntamente com jovens artistas proeminentes no panorama cultural gaúcho. As artimanhas de Arlequim será uma obra livremente inspirada e com roteiro na peça de Carlo Goldoni Arlequim, servidor de dois amos, que conta com dez personagens. Em um enredo divertido e inteligente, onde o sempre faminto e atrapalhado criado Arlecchino é o principal personagem da história, a montagem irá se caracterizar pelo trabalho físico extremo dos atores e bailarinos e suas máscaras em um cenário criativo e dinâmico no qual os figurinos de época se tornam ainda mais deslumbrantes com a encenação típica do estilo italiano. O espetáculo mescla música ao vivo, dança, teatro, diversão e crítica, levando o público a dar boas risadas e a fazer sagazes reflexões. O projeto As Artimanhas de Arlequim teve seu prazo de captação expirado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, conforme o sistema SALIC. O comprovante costa nos anexos desse projeto.

  Período de realização: 05/03/2018 a 15/08/2018  
Valor aprovado: R$ 100.640,00  Vigência da captação: 15/08/2018  
   
Valor captado: R$ 100.640,00   Consultar as Empresas Patrocinadoras
Valor liberado: R$ 0,00 Prestação de contas Relatório Físico: 12/04/2019 
Valor autorizado para execução: R$ 100.640,00 Prestação de contas Relatório Financeiro: 12/04/2019 
Consultar a Planilha de Aplicação  

Precisa de ajuda?

PRÓ-CULTURA RS - Lei de Incentivo e Fundo de Apoio á Cultura
Secretaria de Estado da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul
Centro Administrativo do Estado: Av. Borges de Medeiros 1501, 10º andar - CEP 90119-900 - PORTO ALEGRE - RS Telefone: (51) 3288.7523

PROCERGS 2017
Estado do Rio Grande do Sul